Direito portuário brasileiro Alexandre Wagner

Direito portuário brasileiro Alexandre Wagner, vale a pena comprar? Especificações, Ficha Técnica

Direito portuário brasileiro Alexandre Wagner, vale a pena comprar? Especificações, Ficha Técnica

Oferta: Promoção, Preço e Desconto

Na tabela abaixo você encontra informações gerais sobre promoção, preço e desconto relacionados à oferta mais recente disponível para Direito portuário brasileiro Alexandre Wagner. Esperamos que você goste, e caso resolva adquirir ou saber mais sobre o produto, clique no botão vermelho logo abaixo.

De R$182.00
Por R$121.90
Desconto 33%
Oferta mais recente Livros de Direito até 30% off

Esta oferta terminou há 9 horas. Se você quiser, pode verificar se ela ainda se encontra ativa clicando no botão abaixo.

Verificar oferta

Informações Gerais

A ideia central desta obra deriva de uma preocupação que é comum a todos os seus autores, independentemente de suas áreas de especialização ou de suas convicções doutrinárias. A alteração trazida pela Lei nº 12.815 implicou um novo desenho institucional, com grande centralização de competências no Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil e na Antaq – Agência Nacional de Transporte Aquaviário e diminuição das atribuições da administração portuária local e do CAP – Conselho da Autoridade Portuária, e a alteração substancial do regime dos terminais portuários autorizados. Independentemente de alguma esperada e necessária discordância em pontos específicos, os autores desta obra convergem na premissa de que as alterações trazidas pela Lei nº 12.815 exigem exame aprofundado e uma revisão de conceitos consolidados sob o regime anterior. Este é o principal objetivo desta obra. Trata-se de uma reunião de artigos de autores de grande expressão em seus campos de conhecimento, que se dedicaram a enfrentar problemas práticos a partir de análises jurídicas ou econômicas sobre a aplicação da legislação portuária. O conjunto de ideias derivado dos estudos reunidos nesta coletânea reflete as meditações de especialistas com vivência prática e grande profundidade teórica. Nesta 3ª edição, beneficia-se já da experiência na aplicação concreta do marco regulatório vigente e dos desafios derivados da convivência de regimes oriundos de períodos e quadros normativos diversos. Proporciona ao aplicador da Lei nº 12.815 e dos atos infralegais a ela vinculados a orientação necessária para que o regime vigente realize o que dele se espera: oferecer as bases adequadas para o desenvolvimento nacional sustentável, com eficiência e concretização das finalidades essenciais do Estado brasileiro. Resta aos organizadores apenas desejar que as ideias aqui lançadas sejam úteis e colaborem de modo efetivo na evolução deste setor tão fundamental para o desenvolvimento do Brasil.